4.3

CRÍTICA | MÃE SÓ HÁ UMA

A Pluridade Individual Apenas um ano depois do premiado "Que horas ela volta?", Anna Muylaert nos apresenta seu novo filme, mostrando que não falta talento em nossa terrinha, mas visibilidade. Para compor mais...