‘ATOR SERVIA TAMBÉM COMO PRODUTOR E ROTEIRISTA DA SÉRIE’

Parece mentira de 1° de Abril, mas não é. Sylvester Stallone, astro do cinema, inclusive no gênero ‘brucutu’, deixou a bem-sucedida franquia Os Mercenários depois do terceiro filme. As informações são do Deadline.

Segundo a fonte, o conflito de ideias entre Stallone e o produtor Avi Lerner (Os Mercenários) pode ter sido o suficiente para a saída do ator da série de ação. Além de protagonizar, produzir e trabalhar no roteiro de todos os filmes até agora, Stallone dirigiu Os Mercenários (2010). No 4° filme, participaria da produção, roteiro e elenco novamente.

Cena de Os Mercenários 2 (2012)

Mesmo com a saída do maior astro da franquia, o produtor Avi Lerner disse ao Deadline que a série não está acabada. “Na minha opinião, não está morta”, afirma. O quarto filme dos maiores atores de ação do cinema, que inclui Jason Staham (Carga Explosiva, 2002-08), Jet Li (O Mestre das Armas, 2006), Dolph Lundgren (Escorpião Vermelho, 1988), Terry Crews (Todo Mundo Odeia o Chris, 2005-09), Arnold Schwarzenegger (Exterminador do Futuro, 1984), Chuck Norris (McQuade, O Lobo Solitário, 1983), Wesley Snipes (Blade, 1998), entre outros, tinha planos para estrear em 2018.

A série Os Mercenários se firmou na Indústria em 2010, quando surpreendeu nas bilheterias mundiais, faturando cerca de US$ 270 milhões ao redor do mundo. As sequências também fizeram bonito na arrecadação mundial, mas curiosamente foram considerados fracasso no país de origem. Nos EUA, Os Mercenários 2 e 3 somam pouco mais de US$ 120 milhões, 21 milhões a mais do que o 1° faturou sozinho (103 milhões).

Comentários

comentários