‘PABLO ESCOBAR, SE TRATA COM RESPEITO’

Na primeira temporada de Narcos, acompanhamos o crescimento do império de Pablo Escobar e a segunda temporada – como já era previsto – narra sua queda.  Com 10 episódios disponibilizados pela Netflix, assim como na temporada anterior, a série mantém sua qualidade levando-nos a conhecer o desfecho do maior narcotraficante da Colômbia.

NARCOS

2ª temporada de Narcos mostra o que acontece com Pablo Escobar

Ainda com a narrativa em off de Steve Murphy (Boyd Holbrook), o espectador imerge na trama, descobrindo a cada episódio como foi a incansável busca pela captura de Pablo Escobar. Nessa nova temporada, os episódios são passados com um ritmo mais cadenciado, permitindo assim mais visibilidade aos demais personagens e suas histórias. Como por exemplo, os policiais Javier Pena (Pedro Pascal) e seu parceiro e narrador da série Steve Murphy.

No decorrer de Narcos, nos deparamos com imagens e arquivos reais do reinado sangrento de Escobar, nos deixando cientes que nem tudo exibido faz parte da ficção. Assistimos milhares de pessoas inocentes, as quais o mesmo matou, as explosões e aos assassinatos a sangue frio por ordem de “El Patron”, para que assim pudesse manter seu império. As montagens de cenas “reais” e fictícias são impecáveis, deixando o público ainda mais divido em questões de torcer ou não por Escobar.

E falando do protagonista, Escobar continua sendo representado de forma competente por Wagner Moura que concebe um personagem complexo e fascinante, fazendo com que o público tenha tanta empatia pelo chefe do narcotráfico, que chega a ser possível lamentar sua morte. E o que antes incomodava, agora não incomoda tanto assim. As críticas pesadas e exageradas em relação ao sotaque de Wagner na primeira temporada, não é mais um fator a ser criticado.

narcos

Wagner Moura cria um personagem complexo e fascinante

A direção de José Padilha consegue manter a característica de anti-herói de Escobar criada desde a primeira temporada, porém, na segunda ainda que seja difícil, alguns fatores leva o espectador a duvidar da tal bondade de Escobar que sua própria mãe questiona pelo fato do filho já ter feito várias caridades aos pobres.

Apresentando mais solidez em seu formato, a série consegue transmitir um ar mais maduro e seguro.  Ambientada em Medellin, na Colômbia, podemos por meio da exuberante Fotografia – assinada por Mauricio Vidal, Lula Carvalho e Adrian Teijido – conhecer mais profundamente o país. O uso de cores quentes nas ambientações e os closes de câmera nas cenas de mais ação dão ainda mais tensão a série. Sem tirar nem por, a direção fotográfica, é um show!

Narcos encerra a saga de Pablo de forma competente e incrível, claramente cumprindo o “prometido”. Mostrando que apesar de morto, Pablo Escobar se tornou uma lenda e com isso os efeitos de sua cocaína permanecem no mundo até os dias de hoje. E para os fãs da série, é hora de comemorar, pois, a Netflix confirmou mais duas temporadas.

Ficha Técnica

narcos-s02-poster
NARCOS – 2ª TEMPORADA
Distribuidor/Produtora:  Netflix
Gênero: Drama, Policial
Classificação Etária: 16 anos
Data de Lançamento: 2 de Setembro de 2016 
Tempo de Duração: 490 minutos
Direção: Andrés Baiz, Gerardo Naranjo, Josef Kubota, José Padilha, Sebastián Silva
Roteiro: T.J. Brady, Steve Lightfoot, Curtis Gwinn

Elenco: Wagner Moura, Boyd Holbrook, Pedro Pascal, Joanna Christie, Paulina Gaitan, Diego Cataño, Paulina García, Raúl Méndez , Jorge A. Jimenez

Sinopse:

“Narcos” é a história real dos esforços dos Estados Unidos e Colômbia para combater o temido cartel de Medellín, uma das organizações criminosas mais ricas e impiedosas da história. A trama gira em torno no traficante Pablo Escobar (Wagner Moura), retratando a ascensão dele de um criminoso comum para um dos homens mais perigosos, procurados e ricos do mundo.

NETFLIX | NARCOS – TEMPORADA 2 (CRÍTICA)
Direção
Roteiro
Elenco
Fotografia
Montagem
Trilha Sonora
4.7Pontuação geral
Avaliação do leitor: (1 Voto)

Comentários

comentários