‘SÉRIE INFANTIL QUE VAI EMOCIONAR OS ADULTOS’

por Wlady Mello

Estreou em agosto mais uma nova série original da Netflix. Voltada ao público infantil, Beat Bugs traz as histórias  de Jay, Kumi, Crick, Buzz e Walter, cinco amigos que vivem várias aventuras em um jardim. Essa poderia ser apenas mais uma animação, mas a grande novidade é a Trilha Sonora desta série. Esqueça aquelas musiquinhas infantis e previsíveis que normalmente habitam estes desenhos. Beat Bugs traz em cada episódio uma música dos Beatles! Isso mesmo. Os rapazes de Liverpool têm suas mais famosas músicas interpretadas pelos personagens do desenho de forma muito competente e faz com que crianças e (principalmente) adultos viajem nas melodias enquanto o enredo é desenvolvido.

A produção é muito caprichada, com grafismo dos personagens e do ambiente que impressionam. A Computação Gráfica usada no desenho apenas confere ao mesmo, uma qualidade digna das melhores produções que você possa ter assistido nos cinemas. O cuidado com a elaboração dos personagens e cenários mostra bem isso.

Jay, Kumi, Crick, Buzz e Walter

O enredo de cada episódio traz lições de amizade, trabalho em equipe, companheirismo e outras situações que são bem úteis na fase de desenvolvimento da criança. Beat Bugs é aquele desenho que diverte e ensina bons conceitos aos pequenos. As narrativas dos personagens são em português, mas quando começa a música, esta vem na versão original, o que tem muito a ver, pois se fosse traduzida, perderia com certeza o encanto para os mais velhos. De quebra já começa a colocar os pequenos em contato com outra língua, de uma forma divertida e cativante.

A primeira temporada tem 13 episódios (cada episódio tem dois desenhos) e o que torna a série muito interessante é que cada desenho tem o nome de uma música dos Beatles. Um incrível time de intérpretes foram convocados para esta missão: Regina Spektor, Eddie Vedder, Pink, James Bay, Sia, Chris Cornell, James Corden e Birdy emprestam suas vozes aos cinco personagens principais da série. Sendo assim, se seus filhos deixarem, você pode ir direto no desenho que tem a sua música preferida. As opções são muitas. Lá você vai ouvir “Help”, “Come Together”, “Penny Lane” e “Ticket to Ride”. Eu particularmente fiquei maravilhado com “Lucy in the Sky with Diamond”. Confesso que deu para emocionar vendo a música e o enredo se encaixando com um passe de mágica.

BEAT_BUGS (3)

Grafismo dos personagens e do ambiente impressionam

Vale ressaltar que os desenhos são curtos e as histórias são bem diretas. Cada episódio tem em média 25 minutos, levando em consideração que são dois desenhos por episódios, dá uns 12 minutos por desenho aproximadamente. O que torna a trama de cada história bem leve de se assistir, sem cansar os pequenos. Mas duvido que você não vai querer zerar mais esta série da Netflix num fim de semana.

Com tanta coisa legal junta, posso afirmar que a Netflix desta vez acertou em cheio  duas vezes! Com o mesmo produto, alegra crianças e seus pais! Como não amar?

Ficha Técnica

BEAT_BUGS (4)BEAT BUGS – TEMPORADA 1
Distribuidor/Produtora:  Netflix
Gênero: Aventura, Animação, Infantil, Musical
Classificação Etária: Livre
Data de Lançamento: 01 de Agosto de 2016
Tempo de Duração: 13 episódios de 24 minutos
Criadores: Josh Wekely
Roteiro: Josh Wekely, Michael Stokes

Elenco: Ashleigh Ball, Lili Beaudoin, Vharles Demers, Rebecca Huasin, Erin Mathews.

Sinopse: 

Jay, Kumi, Crick, Buzz e Walter são amigos muito diferentes  entre si que sempre entram em confusões juntos. Ao explorar o pequeno universo do jardim onde moram, eles aprendem algo novo todo dia em aventuras baseadas nas músicas do clássico quarteto britânico The Beatles.

NETFLIX | BEAT BUGS - TEMPORADA 1 (CRÍTICA)
Direção
Roteiro
Trilha Sonora
Técnica de Animação
Montagem
4.7Pontuação geral
Avaliação do leitor: (1 Voto)

Comentários

comentários