‘EM 24 HORAS, TRAILER DE A BELA E A FERA JÁ ERA O MAIS ASSISTIDO DA HISTÓRIA’

Quando eu era criança me encantava pelas histórias das princesas contadas pela Disney, nada muito diferente de qualquer outra menina nascida nos anos 90, porém, lembro-me bem de quando assisti pela primeira vez a história da princesa com a qual eu mais me identificava. Primeiro fisicamente, não sou bela como a Bela (eu sei, desculpem-me pela piada!), mas tenho os cabelos castanhos e lisos, sou branca e também achava meus olhos muito grandes para o meu rosto. Depois me identifiquei com o gosto que Bela tinha pela leitura e com seu comportamento sempre questionador. Acredito que pensei: “Finalmente eu sou uma princesa!”.

A Bela e a Fera foi lançado em 1991, eu nasci em 1994 e não me lembro exatamente qual foi o ano em que assisti pela primeira vez um filme diferente de Cinderela, mas a Bela sempre foi a minha princesa preferida do mundo da Disney; com todos aqueles frufrus, plumas, sapatinhos, anões e fadas madrinhas, eu gostava mesmo era da menina que corria pra ler e já começava o dia cantando. Claro que isso não durou muito.

belaefera

A Bela e a Fera foi lançado em 1991

Depois a gente cresce e começa a ver os problemas de uma história como a de Bela, consigo perceber exatamente o que contos como esse podem causar nas meninas, e em grande escala, pode ser desastroso. Já vivi relacionamentos ruins, não arrisco dizer que a culpa é da Bela, da Fera ou do Gastão, nossa personalidade não é formada apenas com um filme, existem outros fatores que contribuem para o nosso desenvolvimento (eu espero, pelo menos), mas claro que há certa dose de responsabilidade em tudo o que nos é oferecido para assistir quando crianças.

Bem, hoje eu já não vejo mais a Bela com os mesmos olhos grandes, mas a palavra que me leva acreditar na próxima versão que vem por aí em 2017 é “esperança”. Quem tem acompanhado as últimas produções em live-action da Disney talvez entenda o que eu estou dizendo. Nos últimos anos, as crianças viram o tão famigerado “amor verdadeiro” vindo de outras fontes, em Malévola e uma mensagem de seja gentil e tenha coragem ao invés de seja maravilhosa conquiste o boy e jogue na cara das suas irmãs, em Cinderela. As princesas finalmente estão mudando, não?!

Emma Watson

Emma Watson é considerada um símbolo da força feminista

Além disso, a atriz responsável por dar vida à Bela é Emma Watson, muitos a consideram um símbolo da força feminista. Emma é ativista e em 2014 foi nomeada embaixadora da Boa Vontade da agência ONU Mulheres, onde é o rosto da campanha como #HeForShe, um movimento de solidariedade pela igualdade de gênero. O que nos faz pensar que a presença dela no filme pode ser bastante emblemática e acredito que não apenas pela presença em si, espero mudanças na história mesmo, meus caros.

A Disney lançou o primeiro trailer do filme no dia 14 de novembro e em 24 horas já era o mais assistido da história. A qualidade da produção já emociona e nos deixa cada vez mais ansiosos para a versão live-action do conto. A Bela e a Fera sempre foi minha história de princesa preferida quando criança, agora que cresci, espero que a Disney me dê bons motivos para continuar sendo.

Comentários

comentários