CRÍTICA | EM RITMO DE FUGA
Direção
Roteiro
Elenco
Fotografia
Montagem
4.1Pontuação geral
Avaliação do leitor: (0 Votos)

‘UMA BOA PEDIDA PARA OS FÃS DE CARROS, ADRENALINA E PRINCIPALMENTE MÚSICA’

Poderia ser apenas mais um filme de ação envolvendo carros a toda velocidade, mas Em Ritmo de Fuga, dirigido e roteirizado por  Edgar Wright (Todo Mundo Quase Morto, 2004) destaca-se dos demais ao apostar em um protagonista calado e gentil, que apesar de seu trabalho se preocupa com as pessoas ao seu redor e se comunica principalmente através da música.

Baby (Ansel Elgort – A Culpa é das Estrelas, 2014) é um jovem piloto de fuga que se envolveu com assaltos desde a adolescência, porém planeja parar o quanto antes e levar uma vida honesta. O desejo se intensifica quando ele conhece Debora (Lily James – Cinderella, 2015), uma garçonete doce e divertida com quem engata um romance. Mas é claro, deixar o crime não é uma tarefa fácil.

Logo na primeira sequência o longa já mostra a que veio: Baby exibe suas habilidades como piloto em uma longa perseguição que deixa o espectador sem fôlego, pontuada por cortes rápidos, diferentes enquadramentos e é claro, música. E é este o ponto chave do filme.

No papel do protagonista, Ansel Elgort está mais carismático do que nunca.

A vida de Baby é regida a todo o tempo pela sua própria trilha sonora, recurso que ele utiliza para abafar um zumbido que tem nos ouvidos – sequela de um acidente de carro que sofreu na infância. E assim como é fundamental na vida do protagonista, é a trilha que dita todo o ritmo do longa, em alguns momentos, literalmente. Durante um confronto com armas de fogo, por exemplo, até os tiros soam na batida da música.

Como diretor, Edgar Wright equilibra o ritmo do filme ao usar e abusar da montagem dinâmica e da trilha sonora na construção da narrativa, e extrai excelentes atuações de todo o elenco. O romance açucarado entre Baby e Debora serve como um escape entre a tensão que vemos nos encontros do grupo de ladrões e a correria desenfreada das cenas de ação.

No papel do protagonista, o novo queridinho de Hollywood, Ansel Elgort, está confortável e mais carismático do que nunca. A química entre os atores é boa, e não se restringe apenas ao jovem casal formado por Elgort e Lily James. A relação entre Baby e o pai adotivo Joseph (CJ Jones) cativa. Jones interpreta, com maestria, o senhor deficiente auditivo, e emociona ao mostrar todo o amor que tem pela música ao usar as mãos para sentir o ritmo através das vibrações da caixa de som. Em meio aos ladrões imprevisíveis e seus diálogos cheios de ironia e ameaças, Lily James representa uma garçonete ingênua e apaixonada.

Os diálogos entre o grupo de ladrões são cheios de ironia e ameaças.

Um detalhe interessante é que, apesar de ter diversos iPods, Baby tem uma coleção de fitas cassete e discos de vinil, o que contribui ainda mais para o clima atemporal do filme, assim como os modelos de carros variados e figurinos dos personagens. As lembranças e fantasias do protagonista são destacadas pela fotografia em tons nostálgicos , reforçando ainda mais essa característica.

Em Ritmo de Fuga é um filme com roteiro simples, mas bem costurado, que cumpre o que promete e diverte os espectadores. Uma boa pedida diversos tipos de público, em especial os fãs de carros, adrenalina e principalmente música.

Ficha Técnica


EM RITMO DE FUGA (Baby Driver)

Distribuidor: SONY PICTURES
Gênero: Ação
Data de Lançamento:  27 de Julho de 2017 (Brasil)
Tempo de Duração: 1h e 53 minutos
Direção: Edgar Wright
Roteiro: Edgar Wright
Produção: Nira Park, Tim Bevan, Eric Fellner

Elenco: Ansel Elgort (Baby), Kevin Spacey (Doc), Lily James (Debora), Eiza González (Darling),
Jamie Foxx (Bats), Jon Bernthal (Griff), CJ Jones (Joseph)

 

Sinopse: O jovem Baby (Ansel Elgort) tem uma mania curiosa: precisa ouvir músicas o tempo todo para silenciar o zumbido que perturba seus ouvidos desde um acidente na infância. Excelente motorista, ele é o piloto de fuga oficial dos assaltos de Doc (Kevin Spacey), mas não vê a hora de deixar o cargo, principalmente depois que se vê apaixonado pela garçonete Debora (Lily James).

Comentários

comentários