Em seu segundo filme como diretor, Kim Seong- hun entrega um trabalho excelente

O cinema de qualidade não está restrito aos Estados Unidos e à Europa. A Coréia do Sul é mais um exemplo disso. Com produções variadas e que unem aspectos hollywoodianos a características próprias, o cinema sul-coreano está em amplo crescimento, com um aumento significativo de filmes exibidos no exterior nas duas últimas décadas. As constantes parcerias e co-produções com estúdios estrangeiros contribuem muito com o ganho de visibilidade fora do país – um exemplo é o aclamado O Expresso do Amanhã, dirigido por Joon-Ho Bong e protagonizado por Chris Evans.

O cinema sul-coreano está em amplo crescimento

O cinema sul-coreano está em amplo crescimento

Um Dia Difícil, porém, é uma produção exclusivamente sul-coreana. O thriller policial já começa na adrenalina. O protagonista, o detetive corrupto Ko Gun-su (Lee Sun-kyun), está a caminho do funeral da mãe quando atropela um homem na estrada. Desesperado, decide esconder o corpo, e para isso, apela para um plano que esbarra em cada vez mais obstáculos.  A situação piora quando o detetive passa a receber ligações de uma pessoa que sabe de tudo, e começa a chantageá-lo.

Em seu segundo filme como diretor, Kim Seong- hun (How the Lack of Love Affects Two Men), também responsável pelo roteiro, entrega um trabalho excelente. As cenas de ação e suspense são bem construídas e prendem a atenção do espectador. O momento em que  Ko Gun-su esconde o corpo do  homem atropelado na funerária, por exemplo, é de tirar o fôlego. O humor, sutil, mas ácido, também está presente, e é colocado de maneira pontual.

Corpo do homem atropelado é escondido na funerária

Corpo do homem atropelado é escondido na funerária

Os ângulos de câmera e a montagem dinâmica trazem originalidade às cenas de ação, e tornam o longa ainda mais eletrizante. Durante uma perseguição, por exemplo, a câmera acompanha a corrida dos personagens totalmente de cima. As ruas e prédios do local formam um labirinto, aumentando o clima de tensão.

Não há o que reclamar do elenco. O grande destaque é Lee Sun-kyun, que interpreta o protagonista. A vida pessoal do detetive Ko não tem ênfase alguma ao longo do filme – sabemos apenas que ele tem uma filha pequena e uma irmã mais nova, e o personagem é apresentado desde o início como um homem corrupto e arrogante.  O ator, porém, transmite bem os conflitos e a ansiedade do protagonista, e consegue fazer com que o espectador acabe torcendo por ele.

Com um roteiro inteligente e boa qualidade técnica, Um Dia Difícil é um filme policial eletrizante, que prende o espectador do início ao fim. Uma boa dica para quem  ainda não conhece o cinema sul-coreano.

Ficha Técnica

A_Hard_Day-p1

UM DIA DIFÍCIL (Kkeutkkaji Ganda)
Distribuidor/ ProdutoraFênix Filmes
Gênero: Policial, Ação, Suspense
Classificação Etária:
Data de Lançamento: 18 de Agosto de 2016
Tempo de Duração: 1h 51min
Direção: Kim Seong-hun
Roteiro: Kim Seong-hun
Produtores: Cha Ji-hyeon, Jang Won-seok
Elenco:
Lee Sun-kyun (Ko Gun-su); Cho Jin-woong (Park Chang-min), Shin Jung-geun (Chefe), Jung Man-sik (Choi Sang-ho).
Sinopse
O detetive Ko Gun-su está a caminho do funeral de sua mãe quando atropela um homem na estrada. Desesperado, ele consegue esconder o corpo, mas logo começa a ser chantageado por alguém que viu o que aconteceu.

CRÍTICA | UM DIA DIFÍCIL
Direção
Roteiro
Elenco
Fotografia
Montagem
3.9Pontuação geral
Avaliação do leitor: (3 Votos)

Comentários

comentários