Quanto mais perto você olha, menos você vê

Truque de Mestre: O Segundo Ato, parece querer reafirmar o slogan tão intrigante do primeiro filme. O longa-metragem continua a história dos “Quatro Cavaleiros” mágicos, que roubam bancos fazendo disso seu espetáculo e atuando como Robin Woods” do ilusionismo. Neste segundo filme da franquia, os “Quatro Cavaleiros”, que estão há um ano no anonimato, precisam praticar mais uma onda de golpes, obrigados por Walter (Daniel Radcliffe), que se aproveita do ponto fraco de cada um deles, inclusive de seu líder Dylan Rhodes (Mark Ruffalo), para controlar os mágicos ainda procurados pelo FBI.

TRUQUE_DE_MESTRE_SEGUNDO_ATO (5)

A direção de Jon M. Chu (G.I. Joe Retaliação – 2013) torna quase possível acreditar que Jesse Eisenberg (Daniel Atlas), Woody Harrelson (Merritti McKinney), Dave Franco (Jack Wilder), Mark Ruffalo, Lizzy Caplan (Lola) tornaram-se realmente mágicos. A dosagem certa de efeitos especiais, em momentos bem escolhidos, não se privando de explicação para a “mágica”, mesmo quando claramente usados, parece realmente querer consertar o uso exacerbado desse recurso utilizado no primeiro filme, dando-nos cenas que nos fazem crer no puro ilusionismo.

Não economizaram no humor, utilizando dele também como recurso para distrair o próprio espectador, nos inserindo efetivamente no ilusionismo do filme. As cenas de ação, presentes em todo o longa, mesmo com alívio cômico, não deixam de ser agonizantes, como toda boa película policial.

TRUQUE_DE_MESTRE_SEGUNDO_ATO (3)

O roteiro, de Ed Solomon (que também elaborou o roteiro do primeiro filme da franquia), conta com poucos flashbacks, porém importantes para a trama, uma vez que apresentam as reais motivações de Rhodes em criar os “Quatro Cavaleiros”.  Nenhuma cena parece ser desnecessária para a história, já que fazem questão de mostrar como cada mágica acontece.

A trilha sonora, assinada por Brian Tyler (Vingadores: A Era Ultron e Velozes e Furiosos 7, ambos de 2015) é bem elaborada, nos ambientando com os locais onde a história é vivida, apesar de em alguns momentos a escolha da trilha não se encaixar perfeitamente com a cena. Outra característica forte do filme, mas que já vimos no primeiro, é o inteligente uso de planos e movimentos de câmera para ampliar a sensação de ilusionismo.

TRUQUE_DE_MESTRE_SEGUNDO_ATO (7)

Quanto ao elenco os destaques estão com a tão esperada atuação de Daniel Radcliffe que não prejudicou o personagem, mas ainda é cedo para dizer que não nos lembramos do principal personagem de sua carreira, Harry Potter, ao vê-lo nas telonas. E com Jesse Eisenberg que mais uma vez prova seu grande talento em frente às câmeras, onde o vemos inteiramente como Daniel Atlas, fazendo-nos esquecer de seu mais recente papel, Lex Luthor (Batman vs Super Man – 2016).

TRUQUE_DE_MESTRE_SEGUNDO_ATO (1)

Um longa-metragem leve; com humor, drama e ação caminhando juntos sem pesar para o lado de ninguém. Truque de Mestre:O Segundo Ato é aquele filme para se divertir, acima de qualquer coisa. Com efeitos especiais usados na hora certa, contando com um roteiro bem estruturado, típico de filmes policiais e trazendo o ilusionismo de truques simples para as telonas, conseguiram provar mais do que nunca o slogan “quanto mais perto você olha, menos você vê”.

Ficha Técnica

TRUQUE_DE_MESTRE_SEGUNDO_ATO (4)TRUQUE DE MESTRE: O SEGUNDO ATO (NOW YOU SEE ME 2)
Distribuidor/Produtora:  Paris Filmes
Gênero: Suspense, Crime
Classificação Etária: 12 anos
Data de Lançamento: 9 de Junho de 2016
Tempo de Duração: 1h 55 min
Direção: Jon M. Chu
Roteiro: Ed Solomon
Produtores: Alex Kurtzman, Roberto Orci, Bobby Cohen
Montador Chefe: Stan Salfas
Trilha Sonora: Brian Tyler
Elenco: Jesse Eisenberg (J. Daniel Atlas), Daniel Radcliffe (Walter), Lizzy Caplan (Lula), Woody Harrelson (Merritt McKinney), Morgan Freeman (Thaddeus Bradley), Dave Franco (Jack Wilder), Mark Ruffalo (Dylan Rhodes), Michael Caine (Arthur Tressler).

Sinopse
Um ano após despistar o FBI e ganhar a adulação do público com seus números de mágica ao estilo Robin Hood, os ilusionistas ressurgem em um espetáculo que pretende expor as práticas sem ética de um magnata da tecnologia, mas ao final do número, são desmascarados e raptados por um inimigo desconhecido.

Crítica | Truque de Mestre: O Segundo Ato
Roteiro
Direção
Elenco
Efeitos Especiais
Montagem
Trilha Sonora
Pontos Positivos
  • Efeitos Especiais
  • Jesse Eisenberg
4.1Pontuação geral
Avaliação do leitor: (5 Votos)

Comentários

comentários

Sobre o autor

Thaís de Oliveira
Trooper (Crítica)

Estudante de Jornalismo, crítica de cinema, cronista nas horas vagas e amante da cultura brasileira. Tim Burton é o seu diretor favorito.