Um filme doce aos olhos

Toast – A história de uma criança com fome é baseado no livro homônimo e autobiográfico do chef Nigel Slater, que fez participação especial no filme e mostra-nos uma infância com doses de doçura, porém que não deixou de ser aflita.

"Toast" é uma adaptação de um livro de mesmo nome

“Toast” é uma adaptação de um livro de mesmo nome

O longa-metragem nos traz um Nigel curioso, tentando entender a relação com a mãe, Sra. Slater (Victoria Hamilton), que nada sabe sobre cozinha, e tentando construir uma relação com o pai, muito pouco afetuoso com o menino. Nigel tem o desafio de conquistar o pai (Ken Stott) e vê na culinária a chave para isso, entretanto tudo começa a mudar quando a Sra. Potter (Helena Boham Carter), uma cozinheira de mão cheia, aparece e torna a vida da família um tanto quanto excitante.

O ponto alto do filme é com certeza a fotografia belíssima dirigida por Balazs Bolygo, contrastando com a cenografia excelente, típica de filmes britânicos. Os ângulos e movimentos de câmeras também são uma característica forte e de qualidade, mas esses elementos não foram suficientes para tornar a história interessante. A película é demasiadamente arrastada e passa mais da metade do filme contando uma infância com boas surpresas, porém pouco exploradas.

Um ponto que também deixa a desejar é o elenco, onde os atores que dão vida a Nigel são apáticos. O estreante Oscar Kennedy se encarrega de apresentar-nos Nigel ainda criança, mas não transmite expressão alguma e o responsável por dar vida ao Chef quando adolescente, Freddie Highmore, já conhecido por sua atuação em Charlie e A Fantástica Fábrica de Chocolates (Tim Burton, 2005) na demorada passagem de tempo do filme, expressa ainda menos emoções. O destaque positivo é de Helena Boham Carter, como Sra. Potter, que apesar de não estar em sua melhor atuação, consegue tornar o filme um pouco mais interessante com humor e charme bem dosados. Também ressalto positivamente a britânica Victoria Hamilton, que consegue nos comover com sua atuação de uma mãe verdadeiramente amorosa.

Oscar Kennedy é Nigel ainda criança

Oscar Kennedy é Nigel ainda criança

Apesar de a história ter muitos pontos relevantes para ser trabalhado, o roteiro, de Lee Hall e do próprio Nigel Slater, não conseguiu prender o espectador. O filme é demorado apesar de ter menos de duas horas de duração. E a trilha sonora, mesmo se encaixando perfeitamente na ambientação da época, década de 1960, contribui muito para esse efeito vagaroso.

Toast é como uma história que estamos sempre esperando o momento de começar, porém nunca dá a partida. Um filme belíssimo de ver, com uma produção excelente, um verdadeiro acalanto aos olhos, mas que não conseguiu tornar cativante uma história que teria tanta possibilidade para isso.

Ficha Técnica

1TOAST – A HISTÓRIA DE UMA CRIANÇA COM FOME
Distribuidor/Produtora: BBC Films
Gênero: Biografia, Drama
Classificação Etária: Livre
Data de Lançamento: 2015
Tempo de Duração: 1h 36min
Direção: S.J. Clarkson
Roteiro: Lee Hall e Nigel Slater
Fotografia: Balazs Bolygo
Elenco: Oscar Kennedy (Young Nigel Slater), Helena Bonham Carter (Joan Potter), Freddie Highmore (Nigel Slater), Matthew McNulty (Josh), Ken Stott (Dad), Victoria Hamilton (Mum), Marion Bailey (Mrs Adams), Clare Higgins (Mavis), Nigel Slater (Le chef).

SINOPSE:
O pequeno Nigel Slater demonstra sua paixão pela culinária, mesmo tendo uma mãe com pouca aptidão na cozinha, e tenta conquistar o afeto do pai pelo estômago. O sonho de Nigel fica mais distante com a chegada da ótima cozinheira, Sra. Potter.

Crítica | Toast – A História de Uma Criança com Fome
Direção
Roteiro
Elenco
Figurino
Trilha Sonora
Fotografia
Pontos Positivos
  • Fotografia
  • Figurino
Pontos Negativos
  • Roteiro
2.8Pontuação geral
Avaliação do leitor: (0 Votos)

Comentários

comentários