“Soldado de Uma Guerra Vazia” é o curta mais perturbador da produtora independente Wallaroo Corp.

Daniel Gravelli e a produtora independente Wallaroo Corp. estão lançando esse mês três curtas metragens. São eles: Cinzas e Café, Soldado De Uma Guerra Vazia e A Delirante História de Um Homem Morto. Com direção de Paulo Oliveira, roteiro, produção e atuação de Daniel Gravelli, “Soldado de Uma Guerra Vazia” é o curta mais perturbador deles.

Daniel Gravelli é o protagonista do curta

Daniel Gravelli é o protagonista do curta

A história explora os sentimentos de um soldado perdido em meio as marcas deixadas pelo tempo e a contínua luta contra si mesmo diante seus maiores medos. Dentro de um casebre o personagem relembra vários fatos importantes que o deixou perturbado. Com flashbacks  e uma narrativa não linear vamos descobrindo os acontecimentos da vida do soldado enquanto uma suposta guerra acontece do lado de fora.

O curta apresenta alguns problemas. Talvez a captação de áudio  tenha sido o maior problema, já que se tem um pouco de dificuldade em entender o que o personagem está dizendo. O roteiro ficou um pouco confuso em alguns momentos, mas nada que tenha atrapalhado o resultado final. A direção e edição para um trabalho iniciante foram satisfatórias.

Paulo Oliveira orientando Daniel Gravelli nas gravações

Paulo Oliveira orientando Daniel Gravelli nas gravações

Gravado na cidade de Muriaé – em Minas Gerais e com o elenco formado por Daniel Gravelli, Cesar Castro, Ian Konder, Yuri Izar, Selton Ribeiro, João Victor Graveli, Soldado De Uma Guerra Vazia” é mais um curta-metragem independente, entre tantos que a maioria das pessoas não conhecem. Sabemos que produzir um filme no Brasil é sempre um grande desafio, ainda mais quando é independente. Porém isso não significa que não valha a pena dar uma conferida no trabalho de Paulo Oliveira e Daniel Gravelli, neste curta em que o medo de quem somos e do que somos capazes de fazer pode delinear a forma com que vivemos.

Ficha Técnica

cartaz-soldadoSOLDADO DE UMA GUERRA VAZIA
Direção: Paulo Oliveira
Roteiro: Daniel Gravelli
Produção: Daniel Gravelli, Aimée Borges, Paulo Olivera e Rodrigo Zingano
Produção Associada: Ian Konder, Yuri Izar, Cleverson Soares e Juliana Faddoul
Coordenador de produção: Juliana Faddoul
Assistente de produção: Tales Abreu e Isabela Villaça
Assistente de direção: Aimée Borges
Música Trailer: Creative Commons
Músicas filme: Creative Commons
Direção de arte: Paulo Olivera
Assistentes: Tiago Gandra e Marcos Vinícius
Figurino: Helida Serimarco
Assistente de figurino: Jorge Filho
Maquiagem e Cabelo: Graciane Vazquez
Assistente de maquiagem: Gleicy Favacho
Direção de fotografia: Fernando Pereira
Steadicam: Fernando Pereira
Assistente de Câmera: Warley Venâncio
Still: Warley Venâncio
Drone: Guilherme Alexandrowitch
Continuísta: Aimée Borges
Som direto: Guilherme Alexandrowitch
Editor: Rafael Villalba
Making of: Rafael Villalba
Fotografo de set: Aimée Borges
Liah Mattos
Arte e design: Warley Venâncio
Arte e design cartaz: Márcio de Andrade
Edição e Finalização:
Dirceu Lustosa
Elenco:  Daniel Gravelli, Cesar Castro, Ian Konder, Yuri Izar, Selton Ribeiro, João Victor Graveli
Sinopse:
Até onde você iria em busca de liberdade? Um homem se vê vítima de mentiras e histórias mal contadas que o leva a viver toda vida preso sob circunstâncias inimagináveis. Um segredo guardado durante anos, uma mãe impondo sua criação e o explosivo momento da verdade que ressalta a linha tênue entre o amor e a obsessão.

CRÍTICA | SOLDADO DE UMA GUERRA VAZIA
Direção
Roteiro
Elenco
Fotografia
Edição
2.8Pontuação geral
Avaliação do leitor: (1 Voto)

Comentários

comentários