“Todos nós atuamos um pouco em nossos relacionamentos”

A premissa de “Roteiro de Casamento” (Me Casé Con Un Boludo) não tem grandes pretensões. A comédia romântica argentina mostra a relação entre um casal de atores, Fabián (Adrian Suar) e Florencia (Valeria Bertuccelli), que se conheceram nos sets de filmagem e, apaixonados, se casaram rapidamente. O problema é que Florencia logo percebe que não se apaixonou pelo ator, que em certo momento do filme descreve como um “egocêntrico, machista e homofóbico”, mas sim pelo personagem que Fabián representava.

infieles

O roteiro simples e sem grandes reviravoltas é focado unicamente nos dois personagens principais. Não que isso seja um problema. Suar e Bertuccelli transformam seus personagens em pessoas interessantes, e apesar do tom caricato presente em algumas cenas, fazem com que o público se identifique com facilidade. Além disso os atores, que já haviam trabalhado juntos em “Um Namorado Para Minha Esposa”, do mesmo diretor (Juan Taratuto), mostram uma química evidente desde o início do longa.

me_case_con_un_boludo_

A crítica às “pessoas personagens” vai além do relacionamento do casal, englobando também o meio cinematográfico. Em diversos momentos, Fabián encena para a mídia, com direito a fotos planejadas e tiradas por paparazzi contratados e um pedido de casamento público para chamar a atenção da imprensa.
O ritmo do longa é inconstante. Enquanto o romance se desenvolve de maneira apressada no início (o que explica o porquê de Florencia não conhecer a verdadeira personalidade do marido), a história se perde um pouco ao final, arrastando-se e apelando para um humor mais exagerado. Tecnicamente, o filme não apresenta grandes problemas. A trilha sonora acerta com o pop latino, e a montagem e os ângulos de câmera enfatizam as nuances da complicada relação entre os personagens, assim como os conflitos de cada um.

image56ea00112ea953.15324220Em geral, Roteiro de Casamento consegue, de forma um pouco caricata, porém divertida, passar a ideia de que é fácil idealizarmos as pessoas a nossa volta, e que nem sempre nós mesmos somos como nos mostramos para os outros. Como o próprio Fabián diz em algum momento do longa, “Todos nós atuamos um pouco em nossos relacionamentos”.

424923.jpg-r_1920_1080-f_jpg-q_x-xxyxx

ROTEIRO DE CASAMENTO (ME CASÉ CON UN BOLUDO)
Distribuidor/Produtora: Patagonik Film Group / Paris Filmes
Gênero: Comédia Romântica
Classificação Etária: Livre
Data de Lançamento:26 de Maio de 2016 ( Brasil )
Tempo de Duração: 1h 40 minutos
Direção: Juan Taratuto
Roteiro: Juan Taratuto, Pablo Solarz
Produtores: Alejandro Cacetta, Juan Pablo Galli, Adrián Suar, Juan Vera
Trilha Sonora: Dario Eskenazi
Diretor de Fotografia:Julian Apezteguia
Montador chefe: Pablo Barbieri Carrera
Elenco: Adrián Suar (Fabián Brando), Valeria Bertuccelli (Florencia Córmik), Norma Briski (Groisman).

.
SINOPSE:
Depois de se conhecer e se casar com Fabián Brando, seu colega de elenco, a inexperiente atriz Florencia percebe que não se apaixonou pelo ator, e sim pelo personagem que ele representava, e passa a ver o marido como um homem egocêntrico, que não se importa com nada além de si mesmo.

Crítica – Roteiro de Casamento
Roteiro
Direção
Elenco
Montagem
Fotografia
Trilha Sonora
Pontos Positivos
  • Elenco
  • Premissa (simples, mas interessante)
Pontos Negativos
  • Ritmo inconstante
  • Personagens excessivamente caricatos
3.8Pontuação geral
Avaliação do leitor: (2 Votos)

Comentários

comentários