CRÍTICA | PASSAGEIROS
Direção
Roteiro
Elenco
Produção
Fotografia
Trilha Sonora
3.9Pontuação geral
Avaliação do leitor: (2 Votos)

‘MAIS ENGRAÇADO QUE ROMÂNTICO. MAIS ROMÂNTICO QUE INTELIGENTE’

Há algum tempo a indústria cinematográfica parece ter se apaixonado por filmes que contam histórias de uma Terra quase inabitável, fortemente explorada em que a solução é sair daqui, quase nunca resolver de fato as adversidades. Sinto uma necessidade de mostrar que há problemas, porém baseados na descrença de que podemos fazer alguma coisa. filmes como A Máquina do Tempo (Simon Wells, 2002) e Elysium (Neill Blomkamp, 2013) apontam essa questão, um de forma mais sutil que outro, porém em ambos conseguimos ver em que estado deixamos a Terra, algo que pode fazer falta no novo longa-metragem de Morten Tyldum (Headhunters, 2011), estrelado por Jennifer Lawrence e Chris Pratt, Passageiros.

Jennifer Lawrence e Chris Pratt são os protagonistas de “Passageiros”

A película conta-nos a história de dois passageiros de uma nave espacial com uma viagem de 120 anos de duração, porém algo ocorre durante a viagem e ambos acordam 90 anos antes do tempo previsto, com isso o enredo se desenvolve levantando questões interessantes sobre o quanto podemos interferir na vida de outras pessoas, e quais razões seriam aceitáveis para essas interferências. Como algo comum nos filmes de ficção científica, a relação entre humanos e máquinas também é apresentada no longa, porém de forma mais leve e divertida que o comum; a partir do personagem Arthur, o alívio-cômico do filme. Quem dá vida a este personagem é Michael Sheen (Crepúsculo: Amanhecer, 2011), com uma atuação muito engraçada e bastante cativante, saímos do cinema com vontade de ser amigo de Arthur ou, ao menos, ter um barman como ele.

Quanto aos outros personagens, não há nada de muito negativo, porém alguns parecem cair de paraquedas no meio do roteiro, como é o caso do personagem Gus, interpretado por Laurence Fishburne (Marcando Território, 2015), uma solução para o desenvolvimento da história que poderia ter sido mais explorada e alcançou no máximo o título de ponte mal colocada. Aurora, a mocinha do filme, interpretada por Jennifer Lawrence (X-Men: Apocalipse, 2016) é um pouco clichê, mas possui bastante sintonia com seu par Jim, vivido por Chris Pratt (Sete Homens e Um Destino, 2016), que se mostra confortável com o personagem, sem muitas surpresas quanto a ele.

Um filme mais de romance do que ficção científica

A produção e também toda a arte gráfica do filme são muito bem finalizadas, com cenas notáveis e interessantes de assistir em 3D, o filme utilizou bem este recurso, principalmente em cenas com planos mais amplos, em que vemos o Espaço, aqui a fotografia de Rodrigo Prieto (O Lobo de Wall Street, 2014) é um espetáculo à parte e cabe perfeitamente nos recursos utilizados pela película. Os efeitos de som também são bem aplicados, e a trilha sonora, assinada por Thomas Newman (007 – Contra Spectre, 2015) traz Imagine Dragons e não desaponta em nenhum momento.

Cenas notáveis e interessantes de assistir em 3D

Quanto ao roteiro, este possui falhas, tornando Passageiros um filme para ignorar teorias e apenas deixar-se divertir com a história, não há muito espaço para pensarmos em questões que poderiam ser levantadas quanto ao enredo, é possível se divertir e considerar o filme interessante se não pensarmos em algumas situações básicas que poderiam ser vividas por Aurora e Jim. Apesar disto, o roteiro deixou boas surpresas para o filme, sem revelar muito no trailer, algo que eu sentia falta nas últimas produções deste estilo.

Podemos chamar mais de comédia romântica que, de fato, ficção científica, apesar de os elementos estarem lá para mostrar o contrário. É possível se divertir muito com esse filme, mas não se ficarmos teorizando e buscando respostas para todas as perguntas que gostamos de fazer quando assistimos a filmes com esses elementos. O filme de Tyldum é interessante até certo ponto, mais divertido e engraçado do que era esperado e mais romântico do que inteligente para um filme considerado ficção científica.

Ficha Técnica

PASSGEIROS (Passengers)
Distribuidor: Sony Pictures
Gênero: Ficção científica, Romance, Ação
Classificação Etária: 12 anos
Data de Lançamento:  5 de janeiro de 2017
Tempo de Duração: 1h e 57 minutos
Direção: Morten Tyldum
Roteiro: Jon Spaihts
Produção: Stephen Hamel, Neal H. Moritz
Diretor de Fotografia: Rodrigo Prieto

Elenco: Jennifer Lawrence (Aurora Lane),  Chris Pratt (Jim Preston), Michael Sheen (Arthur), Laurence Fishburne (Gus Mancuso), Andy Garcia (Captain Norris), Aurora Perrineau (Celeste), Lindsey Elizabeth (Passenger), Fred Melamed (The Observatory).

Sinopse:

Durante uma viagem de rotina no espaço, dois passageiros são despertados 90 anos antes do tempo programado, por causa de um mal funcionamento de suas cabines. Sozinhos, Jim (Chris Pratt) e Aurora (Jennifer Lawrence) começam a estreitar o seu relacionamento. Entretanto, a paz é ameaçada quando eles descobrem que a nave está correndo um sério risco e que eles são os únicos capazes de salvar os mais de cinco mil colegas em sono profundo.

Comentários

comentários