CRÍTICA | Johnny English 3.0
Roteiro
Direção
Elenco
Enredo
2.8Pontuação geral
Avaliação do leitor: (0 Votos)

‘PARA UMA NOITE CONFORTÁVEL E BOAS RISADAS’

Por Jhonny dos Santos

O filme é o terceiro da sequência de Johnny English que completa 15 anos, dirigido por David Kerr e distribuído pela Universal, traz de volta Rowan Atkinson mais atrapalhado do que nunca. O personagem caricato e trapalhão, uma ameaça de grande escala à pátria britânica e uma missão impossível cheia de confusões forram o roteiro desse longa-metragem.

Na trama, Mr. English é um agente aposentado do MI7  que dá aulas de geografia para crianças, que parece mais um “mini treinamento” de espionagem. Porém após um ataque cibernético à rede da Inteligência britânica, deixando todos os agentes secretos atuantes expostos, assim o antigo espião tem que retornar a ativa para mais uma missão, sendo a única esperança para descobrir quem está por trás dos ataques. Mr. English junto com seu velho parceiro Bough (Ben Miller) embarcam nessa aventura à moda antiga se abstendo dos meios tecnológicos para encarar mais esse vilão, sem o uso de smartphones, carros modernos e apetrechos de ponta da agência.

Como não poderia ser diferente, um dos pontos altos do filme é a atuação e comédia do ator do quase mudo Mr. Bean, com caras e bocas expressivos, as cenas sempre tinham uma certa confusão, com English roubando o momento conseguindo êxito em suas presepadas, sempre com seu inseparável parceiro Bough por trás das conquistas. Um confronto interno com uma Femme Fatale interpretada por Olga Kurylenko completa a trama aparecendo como uma possível inimiga, um obstáculo para a dupla nessa missão, mas depois em uma reviravolta ela se torna uma aliada e importante peça para que eles consigam juntos solucionar a crise.

O longa encara os desafios de uma sequência de comédia com personagem pastelão. Com roteiro simples e o famoso feijão com arroz, não é surpreendente, porém não deixam de funcionar e entrega um filme bom, com 1 hora e 28min não se torna cansativo, traz também uma mensagem crítica quanto a vulnerabilidade das pessoas, governo e grandes organizações por conta da internet e tecnologia o que fica explícito no conflito principal do filme. Johnny English 3.0 é um filme para assistir com a família, para uma noite confortável e boas risadas.

Ficha Técnica

JOHNNY ENGLISH 3.0 (2018)
Distribuidor: UNIVERSAL PICTURES
Gênero: Comédia
Classificação Etária: 12 anos
Data de Lançamento: 01 de Novembro de 2018
Tempo de Duração: 1h 29min
Direção: David Kerr

Elenco: Rowan Atkinson (Johnny English); Emma Thompson (Primeira Ministra); Olga Kurylenko (Ophelia); Ben Miller (Bough); Jake Lacy (Jason); Adan James (Pegasus); Eddie O’Connell (Diplomata).

Comentários

comentários