‘ANIMAÇÃO DESTRONA A BELA E FERA; SCI-FI DE JOHANSSON NÃO SUPERA EXPECTATIVAS’

A estreia de O Poderoso Chefinho, animação da FOX em parceria com a DreamWorks Animation, destrona a adaptação em live-action A Bela e a Fera, da Disney, depois de quase três semanas no topo. A Vigilante do Amanhã: Ghost In The Shell, da Paramount Pictures, entretanto, estreia abaixo das expectativas e termina o final de semana na terceira posição. Power Rangers (Lionsgate) e Kong: A Ilha da Caveira (Warner Bros. Pictures) fecham o top 5.

Foi por pouco, mas a animação O Poderoso Chefinho estreou acima do sucesso A Bela e a Fera, que vinha na 1° posição desde sua estreia há 17 dias. O longa animado estreou em mais de 3.500 cinemas dos EUA, e arrecadou US$ 49 milhões, valor 2/3 maior do que os US$ 30 milhões esperados pelo estúdio. No país, é a melhor estreia da DreamWorks Animation desde Cada Um Na Sua Casa (2015), que faturou US$ 52 milhões na primeira semana. Na bilheteria total, O Poderoso Chefinho já soma US$ 108 milhões. Leia nossa crítica aqui.

Animação é a maior estreia do estúdio desde Home, 2015

Na terceira semana, A Bela e a Fera já acumula cerca de US$ 875 milhões no mundo todo. Com mais US$ 47 milhões, o live-action da Disney se tornou a 48° maior bilheteria mundial da história e a 26° maior bilheteria dos EUA (US$ 395 mi). Além disso, é a maior abertura da história do mês de março e também da Primavera.

A decepção da semana foi para A Vigilante do Amanhã: Ghost In The Shell, que estreou pouco abaixo do esperado pela Paramount Pictures. A ficção científica estrelada por Scarllet Johansson (Lucy, 2014) arrecadou pouco menos de US$ 20 milhões em 3.440 cinemas. Um dos fatores que acarretou na fraca recepção pode ter a ver com a escolha de uma atriz norte-americana, no caso Johansson, no papel de uma personagem com etnia estrangeira. Esses casos são conhecidos na Industria como ‘Whitewashing’. Leia nossa crítica aqui.

Ficção é criticada por praticar ‘Whitewashing’

Em sua segunda semana depois da estreia, Power Rangers teve uma queda significativa na bilheteria americana. O longa da Lionsgate somou neste final de semana mais US$ 14,5 milhões, o que representa menos 64% em relação ao fim de semana de estreia, quando abriu com US$ 40 milhões. No total, Power Rangers soma medíocres US$ 97 milhões, o que não é nada animador para um filme que custou US$ 100 milhões. Vale lembra que a adaptação oriental ainda não estreou nos principais mercados, como Coreia do Sul, China e Japão.

Fechando o top 5 temos Kong: A Ilha da Caveira, que já faturou US$ 477 milhões mundialmente. A aventura da Legendary Pictures teve uma queda de 40% em relação à semana passada, e fez razoáveis US$ 8,8 milhões. No país, o filme arrecadou US$ 147 milhões até agora, com quase um mês de lançamento. Leia nossa crítica aqui.

A lista continua com Logan (+ US$ 6,2 milhões), que também teve uma perda de 40%; Corra! aparece na 7° colocação com mais US$ 5,8 milhões (o terror já soma US$ 150 milhões no país); na 8° posição aparece o Sci-fi Vida, estrelando Ryan Reynolds (Deadpool, 2016), com US$ 5,6 mihões; no 9° lugar tem a comédia da Warner Bros. CHiPs, que faturou mais US$ 4 milhões; e, fechando no 10° lugar, a estreia O Zoológico de Varsóvia, com Jessica Chastain (Interestelar, 2014) e Daniel Bruhl (Rush – No Limite da Emoção, 2013), que abriu com US$ 3,3 milhões.

FONTE: Box Office Mojo

 

 

 

 

 

 

Comentários

comentários