NETFLIX | PUNHO DE FERRO – TEMPORADA 1 (CRÍTICA)
Direção
Roteiro
Elenco
Fotografia
Produção
Trilha Sonora
3.0Pontuação geral
Avaliação do leitor: (2 Votos)

‘MARVEL E NETFLIX TRILHAM O CAMINHO PARA DEFENSORES’

Há muito estávamos ansiosos para o lançamento do último passo até a série Defensores, a tão aguardada história do jovem Danny Rand, herdeiro das Empresas Rand é o passo final de um caminho que vem sendo trilhado (e construído) desde 2015 com o lançamento de Demolidor (Drew Goddard). E se apenas acertam em unir uma história com a outra, utilizando de referências inteligentes, quando se trata de mostrar a história individual de cada personagem as produções vêm deixando a desejar, exemplo visto claramente em Luke Cage (Cheo Hodari Coker).

A produção tem um bom início ao introduzir flashbacks para apresentar-nos o momento mais trágico da história de Danny, prática que se tornou comum nas séries da Marvel em Parceria com a Netflix; é um elemento forte também em Jessica Jones (Melissa Rosenberg), por exemplo. E se sabemos demais sobre a infância de Danny, o conhecimento sobre seu treinamento e vida em Kun’lun é pouquíssimo mostrado, algo que gerou uma curiosidade que poderia ter sido sanada durante os 13 episódios sem tornar-se cansativo.

Apesar de Finn Jones (Game of Thrones, 2011) ser uma boa surpresa, existem exageros àquilo que seu personagem exigia.

As artes marciais e elementos da cultura oriental são bem apresentados nas cenas de luta e em personagens como Colleen Wing, Bakuto (Ramon Rodriguez) e Madame Gao (Wai Ching Ho), ambos importantes para o desenvolvimento do enredo e bem explorados com exceção de Gao, que gera grande expectativa em ser a principal vilã e perde-se no meio da história de forma pouco convincente. As cenas de luta estão elaboradas e coreografadas, porém é notável que a edição e a fotografia não foram eficientes aqui, ora utilizando de planos muito próximos, o que não ajuda a entender os movimentos e causa certa confusão, ora utilizando de pouca luz; mas fica evidente que a partir do décimo episódio as cenas de luta ganham força e unidas a uma trilha sonora bem selecionada prendem e entusiasmam quem assiste.

Não há muitas considerações quanto ao elenco, e apesar de Finn Jones (Game of Thrones, 2011) ser uma boa surpresa, existem exageros àquilo que seu personagem exigia, tornando-o infantil e impulsivo para quem teve uma formação vinda de monges. O grande destaque é para Jessica Henwik (Star Wars – O Despertar da Força, 2015), esta se mostra madura e preparada para viver Colleen Wing chamando a atenção para si sem ofuscar outros personagens importantes como Gao e Bakuto.

As artes marciais e elementos da cultura oriental são bem apresentados nas cenas de luta e em personagens como Colleen Wing.

O fan service em Punho de Ferro não se encontra nos elementos principais da produção, mas aparece de forma sutil em cenas muito específicas e quem não estiver atento vai perdê-los de vista. Diferente das outras séries do universo, a criação de Scott Buck (Dexter, 2006) não relembra o personagem dos quadrinhos na fotografia ou na abertura.

Esperava-se muito de Punho de Ferro não apenas por ser o último passo, mas porque traria respostas necessárias à introdução de Defensores. Deixa a desejar na apresentação e construção de seu herói, porém, apesar dos erros consideráveis, Buck cumpre bem o seu papel de unir o universo ao encaminharmos com bons personagens e grandes referências até Defensores.

Ficha Técnica


PUNHO DE FERRO (Marvel’s Iron Fist)
Distribuidor: Netflix
Gênero: Fantasia, Ação
Classificação Etária:
Data de Lançamento: 17 de Março de 2017
Tempo de Duração: 46 minutos
Direção: John Dahl, Andy Goddard, Deborah Chow, Farren Blackburn, Kevin Tancharoen, Miguel Sapochnik, RZA, Stephen Surjik, Tom Shankland, Uta Briesewitz
Criador: Scott Buck
Roteiro: Scott Buck, Scott Reynolds, Dwain Worrell
Produtores: Scott Reynolds, Jim Chory, John Dahl, Stan Lee, Cindy Holland, Joe Quesada, Dan Buckley

Elenco: Finn Jones (Daniel “Danny” Rand / Iron Fist), Jessica Henwick  (Colleen Wing), Tom Pelphrey (Ward Meachum), Jessica Stroup  (Joy Meachum), David Wenham (Harold Meachum), Sacha Dhawan (Davos).

Sinopse:
Daniel Rand (Finn Jones) é um bilionário, herdeiro da fortuna das Indústrias Rayne. Por 15 anos, todos acreditaram que ele estava morto, após um acidente de avião no Himalaia que vitimou seus pais, Wendell e Heather Rand. Mas Danny foi salvo e viveu todo esse tempo na cidade mística de K’un-Lun, uma das Sete Capitais do Céu. Lá, Danny aprendeu a canalizar o seu chi e se tornou o Punho de Ferro. De volta a Nova York, ele vai tentar retomar seu posto na empresa, agora sob o comando de seus amigos de infância Joy (Jessica Stroup) e Ward Meachum (Tom Pelphrey). Mas ele precisa convencer a todos que é realmente quem diz ser e combater o Tentáculo, com a ajuda de Colleen Wing (Jessica Henwick).

Comentários

comentários