A espera terminou! Os indicados ao Oscar 2017 foram divulgados na manhã do dia 24 de janeiro. Como era esperado, La La Land alcançou o favoritismo absoluto da 89ª edição de entrega dos Academy Awards, recebendo 14 indicações. O mesmo recorde alcançado pelo épico clássico de James Cameron, Titanic (1997) e A Malvada (1950). Além do musical, Moonlight e A Chegada foram reconhecidos em oito categorias, tornando-se destaques entre os concorrentes.

Sem muitas novidades, na lista de melhores filmes foram apontados nove possíveis vencedores dos dez que poderiam ocupar espaço na disputa. A expectativa é que essa disputa seja acirrada entre Moonlight e La La Land. Eles são:

Melhor Filme

  • A Chegada (Em cartaz)
  • Cercas (Sem previsão de estreia no Brasil)
  • Até o Último Homem (Estreia 26 de janeiro no Brasil)
  • A Qualquer Custo (Estreia 2 de fevereiro no Brasil)
  • Estrelas Além do Tempo (Estreia 2 de fevereiro no Brasil)
  • La La Land – Cantando Estações (Em cartaz)
  • Lion – Uma Jornada para Casa (Estreia 16 de fevereiro no Brasil)
  • Moonlight: Sob a Luz do Luar (Estreia 23 de fevereiro no Brasil)

La La Land alcançou o favoritismo absoluto.

Para melhor direção, a Academia tem o costume de consagrar os diretores que vencem também a categoria de Melhor Filme, porém o estigma vem sendo derrubado nos últimos anos, como em 2016, 2014 e 2013. Vencedor dos dois anos anteriores, Alejandro González Iñárritu não apresentou trabalhos em 2016, perdendo a chance de ganhar sua terceira estatueta consecutiva.

Melhor Diretor

Curiosamente, a categoria trouxe Mel Gibson de volta à disputa depois de anos à sombra de escândalos e boicotes da indústria cinematográfica. De fato, por mais improvável que seja, parece que Hollywood perdoou o astro.  Outra polêmica acerca da premiação é a possibilidade do primeiro negro, Barry Jenkins, ser considerado melhor diretor um ano após a hashtag #OscarSoWhite protestar contra a falta de representatividade negra nas indicações.

Mel Gibson (Até o Último Homem) de volta à disputa depois de anos à sombra de escândalos e boicotes da indústria cinematográfica.

O fenômeno Meryl Streep concorre pela vigésima vez por sua atuação, batendo seu próprio recorde. Essa pode se tornar a quarta vez em que leva seu prêmio para casa.  A atriz já foi indicada outras nove vezes por outras categorias. Suas concorrentes mais fortes e favoritas esse ano são Natalie Portman com sua encarnação da ex-primeira dama Jackie Kennedy e Emma Stone por La La Land.

Melhor Atriz

Meryl Streep concorre pela vigésima vez por sua atuação, batendo seu próprio recorde.

As demais categorias de atuação permanecem com a previsibilidade característica desse ano, incluindo o vencedor do Globo de Ouro, Casey Affleck, Ryan Gosling carregado pelo filme-fenômeno e as atuações marcantes e intensas de Denzel Washington, Jeff Bridges, Viola Davis e Michelle Williams.

Melhor Ator

  • Casey Affleck – Manchester à Beira-Mar
  • Andrew Garfield – Até o Último Homem
  • Ryan Gosling – La La Land – Cantando Estações
  • Viggo Mortensen – Capitão Fantástico
  • Denzel Washington – Cercas

Melhor Ator Coadjuvante

  • Mahershala Ali – Moonlight: Sob a Luz do Luar
  • Jeff Bridges – A Qualquer Custo
  • Lucas Hedges – Manchester à Beira-Mar
  • Dev Patel – Lion – Uma Jornada para Casa
  • Michael Shannon – Animais Noturnos

Melhor Atriz Coadjuvante

  • Viola Davis – Cercas
  • Naomie Harris – Moonlight: Sob a Luz do Luar
  • Nicole Kidman – Lion – Uma Jornada para Casa
  • Octavia Spencer – Estrelas Além do Tempo
  • Michelle Williams – Manchester à Beira-Mar

La La Land pode garantir todos os prêmios das categorias musicais.

Para completar a enxurrada de indicações, La La Land pode garantir todos os prêmios das categorias musicais, uma realização esperada para um musical tão querido do diretor de Whiplash (2014), Damien Chazelle, fã de jazz.

Melhor Trilha Sonora

Melhor Canção Original

  • Audition (The Fools Who Dream) – La La Land – Cantando Estações
  • Can’t Stop the Feeling – Trolls
  • City of Stars – La La Land – Cantando Estações
  • The Empty Chair – Jim: The James Foley Story
  • How Far I’ll Go – Moana – Um Mar de Aventuras

Melhor Roteiro Original abriu espaço para os igualmente alternativos A Lagosta e 20th Century Women.

As categorias correspondentes a roteiro tem a tradição de trazer os mesmos indicados da categoria de melhor filme, ainda que não sejam vencedores. A originalidade e o desenrolar da narrativa prevalecem, por isso a entrada de filmes indies não são nada estranhas. Esse ano, o tão lembrado Capitão Fantástico ficou de fora, mas abriu espaço para os igualmente alternativos A Lagosta e 20th Century Women.

Melhor Roteiro Adaptado

  • A Chegada
  • Cercas
  • Estrelas Além do Tempo
  • Lion – Uma Jornada para Casa
  • Moonlight: Sob a Luz do Luar

Melhor Roteiro Original

  • A Qualquer Custo
  • La La Land – Cantando Estações
  • A Lagosta
  • Manchester à Beira-Mar
  • 20th Century Women

Rogue One: Uma História Star Wars é um forte candidato para levar a estatueta de Melhor Efeitos Visuais.

Em Melhores Efeitos Visuais, três dos cinco indicados são da Disney, favorita principalmente em Melhor Longa Metragem de Animação, tradicional vencedora da categoria.

Melhores Efeitos Visuais

Melhor Animação

  • Kubo e as Cordas Mágicas
  • Moana – Um Mar de Aventuras
  • Minha Vida de Abobrinha
  • The Red Turtle
  • Zootopia: Essa Cidade é o Bicho

Melhor Curta-Metragem De Animação

  • Borrowed Time
  • Pear Cider and Cigarettes
  • Pearl
  • Piper
  • Blind Vaysha

O filme brasileiro Aquarius não teve sua chance na competição, chamando mais atenção aos indicados oficiais.

Todos os anos, as categorias de filme estrangeiro carregam suas injustiças. Esse ano não foi diferente e o Brasil está envolvido. Aquarius não teve sua chance na competição, chamando mais atenção aos indicados oficiais. O comitê especial que seleciona todos os anos os filmes não-americanos deixou de fora Almodóvar com Julieta e o aclamado Elle, de Paul Verhoeven.

Melhor Filme Estrangeiro

  • Land of Mine – Dinamarca
  • A Man Called Over – Suécia
  • The Salesman – Irã
  • Tanna – Austrália
  • Toni – Alemanha

Melhor Curta-Metragem

  • Ennemis Intérieurs
  • La Femme et le TGV
  • Silent Nights
  • Sing
  • Timecode

A 13ª Emenda, produção da Netflix, indicada ao Melhor Documentário Em Longa-Metragem.

Presente desde 2014, a Netflix recebeu mais três indicações nas categorias de documentário, com as produções originais Extremis, Os Capacetes Brancos e A 13ª Emenda e grandes chances de vencer de seu principal oponente, OJ.: Made in America, que soma mais de sete horas de duração.

Melhor Documentário Em Longa-Metragem

  • Fire at Sea
  • I Am Not Your Negro
  • Life, Animated
  • O.J.: Made in America
  • A 13ª Emenda

Melhor Documentário Em Curta-Metragem

  • Extremis
  • 4.1 Miles
  • Joe’s Violin
  • Watani: My Homeland
  • Os Capacetes Brancos

Esquadrão Suicida, o azarão marcando presença barulhenta no prêmio de Melhor Maquiagem e Cabelo.

 

Nas categorias técnicas, a surpresa é a indicação de filmes esquecidos em diversas outras categorias e apontados como promissores em diversos termômetros de pré-indicação, como as tímidas presenças de Sully – O Herói do Rio Hudson (de Clint Eastwood), Silence (de Martin Scorsese) e Jackie (do mesmo diretor de Neruda). Talvez esse não seja o caso de Esquadrão Suicida, o azarão, marcando presença barulhenta no prêmio de Melhor Maquiagem e Cabelo. Alguns outros filmes de super-heróis ganham relevância nessas categorias, movida pelos grandes investimentos e avanços aplicados ano a ano.

Melhor Maquiagem E Cabelo

Melhor Mixagem De Som

  • A Chegada
  • Até o Último Homem
  • La La Land – Cantando Estações
  • Rogue One: Uma História Star Wars
  • 13 Horas: Os Soldados Secretos de Benghazi

Melhor Edição De Som

  • A Chegada
  • Horizonte Profundo: Desastre no Golfo
  • Até o Último Homem
  • La La Land – Cantando Estações
  • Sully – O Herói do Rio Hudson

Melhor Montagem

  • A Qualquer Custo
  • La La Land – Cantando Estações
  • Moonlight: Sob a Luz do Luar

Melhor Fotografia

  • A Chegada
  • La La Land – Cantando Estações
  • Lion – Uma Jornada para Casa
  • Moonlight: Sob a Luz do Luar
  • Silence

Melhor Figurino

Confira as próximas críticas das estreias dos indicados e a cobertura aqui no CineSideral do Oscar 2017, que vai ao ar dia 26 de fevereiro e terá apresentação do comediante Jimmy Kimmel.

Comentários

comentários