“Apenas para preencher sua grade ainda muito recente de filmes”

A Netflix cada vez mais investe em longas-metragens na sua grade de programação. “Special Correspondents” é o quinto e o mais recente filme produzido pelo provedor global de filmes e séries de televisão via streaming. Não quer dizer que a qualidade das produções tenha sempre nível altíssimo. É o caso do filme escrito, dirigido e estrelado por Ricky Gervais.

Divulgação Netflix

Na história, Frank Bonneville (Erick Bana) e Ian Finch (Ricky Gervais) são: o repórter e o técnico de som de uma rádio local de Nova York. Frank é uma pessoa arrogante com um estilo de vida decadente, enquanto Ian é um cara “nerd” e frustrado por não ter vivido grandes aventuras na vida. A possibilidade de Ian experimentar uma grande aventura acontece quando o chefe de reportagem da rádio precisa dele e de Frank para cobrir um incidente em uma zona de conflito no Equador. Ian, mais uma vez se frustra diante de mais uma trapalhada e acaba junto com Frank em um sótão de Nova York, criando notícias falsas sobre a cobertura jornalística incumbido a fazer. Neste contexto, temos na história uma sátira e uma crítica de como algumas notícias são veiculadas atualmente em canais de informação, além de como pessoas podem se aproveitar de situações para ganhar fama e se autopromover por meio de tragédias veiculadas em mídias de massa.

A ideia do roteiro é boa, mas se perde ao longo do caminho. A trama enquanto está em Nova York consegue brincar, ao mesmo tempo em que faz uma crítica a muito do que a mídia explora hoje em dia. A questão da autopromoção e exploração de uma situação com contornos de tragédia também é uma boa sacada de quem escreveu (Ricky Gervais) a história. O problema é quando os protagonistas chegam ao Equador. Nesse ponto que a narrativa perde o foco, com situações completamente irreais.

Divulgação Netflix

Divulgação Netflix

Vera Farmiga se destaca no filme com a personagem Eleanor Finch, esposa de Ian. Eleanor é uma personagem na história importante, que vale a pena uma reflexão sobre suas atitudes. Os protagonistas (Erick Bana e Ricky Gervais) têm atuações na média. Não comprometem, nem sem destacam muito. Quantos aos outros personagens destaque ao casal mexicano (America Ferrera e Raul Castillo), que estão nas partes mais cômicas do filme.

O longa é uma adaptação da história francesa chamada “Envoyés Très Spéciaux”. Talvez a história original tenha sido melhor conduzida e não tenha perdido tanto o foco como nesse remake. Talvez a Netflix não tenha colocado o filme em sua programação para ser um sucesso como suas séries originais. Talvez a Netflix tenha produzido o filme apenas para preencher sua grade ainda muito recente de filmes.

 

Special_Correspondents_posterSPECIAL CORRESPONDENTS
Distribuidor/Produtora: Netflix
Gênero: Comédia
Classificação Etária: 10 anos
Data de Lançamento: 14 de Abril 2016
Tempo de Duração: 1h 40 Minminutos
Direção: Ricky Gervais
ProdutoresAaron L. Gilbert, Jason Cloth, Manuel Munz
Roteiro: Ricky Gervais
Elenco: America Ferrera (Brigida), Eric Bana (Frank), Kelly Macdonald (Claire Makepeace), Ricky Gervais (Albert Finch), Vera Farmiga (Vera Farmiga), Ari Cohen (Rampling), Benjamin Bratt (I) (John Baker), Jim Norton (Rent Boy), Kevin Pollak (Geoffrey Mallard), Meghan Heffern (Virginia), Mimi Kuzyk, Pedro Miguel Arce (Jeep Driver), Rachael Ancheril (Bar Girl) e Raúl Castillo (Domingo)
SINOPSE: Para alavancar os índices de audiência de seu programa de rádio, um radiojornalista e seu técnico de som criam um grande plano: os dois decidem fingir os próprios sequestros durante uma insurreição em um país da América do Sul. Para executar o plano, eles se escondem em Nova Iorque. O problema é que as coisas vão longe demais.

Netflix | SPECIAL CORRESPONDENTS (CRÍTICA)
Roteiro
Direção
Elenco
Edição
Fotografia
Trilha Sonora
2.5Pontuação geral
Avaliação do leitor: (3 Votos)

Comentários

comentários