‘ATOR DESMENTE RUMORES DE DESINTERESSE EM RETORNAR À FRANQUIA’

Recentemente, a Paramount Pictures, responsável pela distribuição da franquia Exterminador do Futuro (Terminator), anunciou que não iria mais filmar a sequência de Exterminador do Futuro: Gênesis (2015), que se mostrou um fracasso comercial, inclusive nos EUA, onde não passou dos US$ 100 milhões. Em entrevista ao Fandango, entretanto, o ícone e maior astro da saga futurista, Arnold Schwarzenegger, demonstrou interesse em salvar a franquia do esquecimento, afirmando que voltaria a fazer o icônico ciborgue novamente.

Contrariando alguns rumores que rolaram semana passada dizendo que o ator não estaria mais interessado em viver o Exterminador novamente, Schwarzenegger disse ao Fandango:

“Eu não quero ligar para isso, sabe, notícias falsas, mas eu acho que as pessoas só escrevem coisas – Eu não tenho ideia do motivo. Só porque a Paramount não quer mais continuar a franquia Exterminador do Futuro, há outros 15 estúdios por aí querendo – não significa que esteja terminada, certo? Isso significa que eles estão à caminho de negociar com outros estúdios, mas eu não posso dar mais detalhes disso. Eles vão anunciar. Mas, sim, a franquia Exterminador do Futuro nunca vai terminar. E lembrem-se que depois de 2018, James Cameron vai voltar, e então vamos seguir em frente!”

As palavras do astro podem fazer algum sentido, no final de tudo, já que, em Janeiro, James Cameron expressou um certo interesse em retornar após recuperar os direitos legais da franquia. Embora não retorne como diretor, ele teria envolvimento em um futuro Exterminador do Futuro 6. Segundo o ator, o envolvimento de seu amigo e colaborador de longa data faz da sequência uma promessa:

“Ele [Cameron] vai estar produzindo, e vai ter outro diretor na sequência.”

Os primeiros filmes da saga, O Exterminador do Futuro (1984) e O Exterminador do Futuro 2: O Julgamento Final (1991), foram os dois mais aclamados tanto pela crítica especializada como pelo público. Na bilheteria também não fez feio: em 1984, o 1° longa fez ótimos US$ 78 milhões mundialmente; já o 2° é, até hoje, a maior bilheteria da franquia (fez incríveis US$ 520 milhões).

A queda na produção começou a acontecer em O Exterminador do Futuro 3: A Rebelião das Máquinas (2003), que recebeu críticas mistas por parte dos críticos e uma arrecadação menor que seu antecessor (US$ 433 milhões). Em O Exterminador do Futuro: A Salvação (2009), que marcou a saída de Schwarzenegger do papel principal, a saga caiu ainda mais – fez pouco mais de US$ 370 milhões. Com o nome já desgastado, foi anunciado uma nova trilogia Terminator, que iniciou com O Exterminador do Futuro: Gênesis (2015). Infelizmente, mesmo com grandes nomes que caíram no gosto do público na época, como Emilia Clarke (Game of Thrones), e a volta de Schwarzenegger, o filme foi um fracasso, inclusive financeiramente – arrecadou míseros US$ 97 milhões nos EUA e um total de US$ 440 milhões.

Será que com a volta de Arnold Schwarzenegger à franquia, a imagem desgastada da clássica franquia vai melhorar? Deixe sua opinião nos comentários!

Comentários

comentários