‘A GLAMOURIZAÇÃO DA GUERRA’

Todd Philips, diretor da franquia “Se Beber, Não Case”, “Limitless” e “Um Parto de Viagem”, foi bem sucedido ao abordar uma questão política com certo humor e, em especial, o drama de um homem que faz uma escolha de entrar em um universo perigoso por dinheiro. Que drama é esse de um pai de família que passa a viajar ao Oriente vendendo armas a contragosto da esposa? Só para dar melhores condições a sua filha recém nascida e para acompanhar um amigo de infância que, a princípio lhe dá uma oportunidade irrecusável?

Cães

Milles Teller está especialmente bem no papel e Jonah Hill apresenta maior sordidez

Cães de Guerra se aproxima muito de pares como “O Lobo de Wallstreet”, filme com Jonah Hill, principalmente por lançar olhar investigativo sobre uma realidade de podridão, mas também por dramatizar a vida de uma pessoa que se envolve em um esquema o qual não consegue controlar a posteriori. Cabe nos perguntar: não ocorreria uma glamourização do negócio da Guerra e do mundo das maracutaias na burocracia americana? Então, pode existir essa crítica política ao filme, mas o longa é baseado em uma história que realmente aconteceu, então ninguém está inventando nada.

Quanto à estética, pode-se dizer que acompanha o padrão dos filmes comerciais americanos. Tem uma boa montagem, no que se refere à concatenação dos quadros filmados. A Trilha Sonora é muito boa em pontuar muito bem as cenas e confere maior dramaticidade ao filme. A Direção de Arte e figurinistas estão de parabéns principalmente por nos mostrar uma realidade de Guerra bastante verossímil. Eles parecem ter ido mesmo filmar na Albânia e no Oriente Médio; isso fez toda a diferença.

WAR DOGS

Longa é baseado em uma história que realmente aconteceu

Milles Teller está especialmente bem no papel, aproveitando suas escalações depois do sucesso de “Whiplash”. Ele e Jonah Hill formam uma dupla equilibrada, ficando a cargo do segundo a maior sordidez. É um trabalho que requer consciência do argumento do filme e traz momentos cômicos, quase como um filme de aventura adolescente. Mas a situação fica séria nos momentos de confrontar a esposa, de se deparar com a possibilidade de morte ou de bancarrota. A participação de Bradley Cooper também dá uma elevada na credibilidade da trama e garante reviravoltas.

Cães de Guerra (War Dogs) tem tudo para não fazer feio em termos de bilheteria e mais do que recuperar os 40 milhões de dólares do orçamento. A questão da Guerra e da corrupção são dois tópicos muito sensíveis à sociedade americana e muitas pessoas aqui no Brasil também podem se relacionar com eles, ainda mais quando se dá uma roupagem pop a questões tão controversas.

Ficha Técnica

CAES_DE_GUERRA (1)
CÃES DE GUERRA (War Dogs)
Distribuidor/ Produtora: Warner Bros
Gênero: Comédia, Guerra, Drama
Classificação Etária: 16 anos
Data de Lançamento:  08 de setembro de 2016
Tempo de Duração: 1h 55min
Direção: Todd Philips
Roteiro: Stephen Chin, Todd Philips, Jason Smilovic, Guy Lawson
Produtores: Bill Brzeski
Fotografia: Lawrence Sher
Trilha Sonora: Cliff Martinez
Elenco:
Miles Teller (David), Jonah Hill (Efraim), Ana de Armas (Iz), Bradley Cooper (Henry Girard), Kevin Pollak(Ralph Slutsky), Shaun Toub (Marlboro), Barry Livingston (Army Bureaucrat)

Sinopse:

Após uma experiência mal sucedida em fazer negócios com o governo, dois amigos (Miles Teller e Jonah Hill) moradores de Miami Beach, que levam uma vida tranquila e que só queriam dinheiro para sustentar seu vício em maconha, descobrem que existe um mercado ilícito em expansão com a venda de armas para o exterior. Ao fechar um contrato de 300 milhões de dólares, eles terão de ir para o Afeganistão acompanhar a explosiva transação pessoalmente.

Comentários

comentários